quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Lúcifer

Segundo a igreja católica, Lúcifer era o mais forte e o mais belo de todos os Arcanjos. Então, Deus lhe deu uma posição de destaque entre todos os seus auxiliares. Segundo a mesma, ele se tornou orgulhoso de seu poder, que não aceitava servir a uma criação de Deus,"O Homem",e revoltou-se contra o Altíssimo. O Arcanjo Miguel liderou as hostes de Deus na luta contra Lúcifer e suas legiões de anjos corrompidos; já os anjos leais a Deus o derrotaram e o expulsaram do céu, juntamente com seus seguidores. Desde então, o mundo vive esta guerra eterna entre Deus e o Diabo; de seu lado Lúcifer e suas legiões tentam corromper a mais magnífica das criaturas mortais feitas por Deus, o homem; do outro lado Deus, os anjos, arcanjos, querubins e Santos travam batalhas diárias contra as forças do Mal. Que maior vitória obteria o Anticristo frente a Deus do que corromper e condenar as almas dos humanos aos infernos, sua morada verdadeira?

A aparência de Lúcifer pode variar; acredita-se que ele (chamado agora de Diabo), pode assumir a forma que desejar, podendo passar-se por qualquer pessoa. Seu aspecto físico criado pela Igreja em seus primeiros séculos fora copiado de várias entidades das mitologias e religiões de diferentes povos antigos (não exatamente ligadas a maldade); Seu reino, os Infernos, sofreu infuência do Tártaro da mitologia grega, morada de Hades, local para onde iam as almas dos mortos, cuja porta de entrada era guardada por Cérbero, o Cão de três cabeças; seus chifres eram de Pam , uma entidade grega protetora da natureza; sua fama de representar uma força eternamente em conflito com Deus veio do Zoroastrismo. Ainda encontramos coincidências com as crenças dos antigos Egipcios, quando se acreditava que o Deus Anubis carregaria a alma dos mortos cujo coração ao ser pesado numa balança, seria mais pesado que uma pluma.

Durante a " baixa Idade Média",entretanto, que o "Anjo Decaído" ganhou a hedionda aparência com a qual o conhecemos hoje; asas de morcego, pés de bode, olhos de fogo, chifres enormes na cabeça, olhar aterrorizante, etc. A idade das trevas fora um momento fértil para a propagação nas crenças nas ações de forças demoníacas agindo sobre o mundo. Os milhões de mortos nas epidemias de peste negra vieram, juntamente com a ocorrência de guerras sangrentas, de que "o Anticristo estaria atuando no mundo".

Foi aí que Lúcifer passou a representar a personificação do mal da forma mais intensa e poderosa que conhecemos hoje. Surge a crença de que para cada ser humano vivo na Terra, Lúcifer criou um Demônio particular, encarregado de corromper aquele indivíduo; já Deus, não poderia deixar por menos, e criou para cada ser humano um "Anjo da Guarda" ao qual incumbia da missão de proteger e zelar pela alma daquela pessoa.

Apesar de não acreditar em Deus ou Diabo, sou facinado por tais histórias bíblicas.
Achei fascinante esta história que não conhecia sobre Lúcifer.
Abraço a todos.

3 comentários:

Rodrigo disse...

Bom eu acredito em Deus. E já conhecia esta história, até uma vez não sei onde agora li uma mais completa.
Quanto você não acreditar em Deus ou Diabo é direito seu, faz parte do livre arbítrio mas sem preste muita atenção em tudo que acontece em sua volta dê atenção a todos os detalhes, procure o verdadeiro sentido da vida.
Pode ser que você continue não acreditando em Deus pois nossa vida e feita de fases e nossas idéias e formas de pensar mudam de tempos em tempos.
Um abraço e sucesso
Rodrigo

Rodrigo disse...

Ola deixei um premio para você lá no X com tudo dentro quando puder dá uma passadinha por lá
Um abraço,

Designer Vigiado disse...

nunca se disse que era o mais forte nem o mais belo...

Olá, Webmaster,
Já há algum tempo venho acompanhando o progresso de seu blog e constato dia a dia
o aumento na qualidade de suas postagens.
Parabéns e continue investindo nele.
Abraços.
Designer Vigiado
http://cidadevigiada.blogspot.com/