quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Música dos Bee Gees ajuda à salvar vidas



Médicos americanos especializados em atendimento de emergência descobriram que a música “Stayin’ alive’, da banda britânica Bee Gees, tem o ritmo perfeito para ser seguido durante procedimento de massagem feito em vítimas de ataque cardíaco.

As compressões no peito da vítima devem ser feitas, durante o procedimento de ressuscitação cardiopulmonar, em um ritmo de 100 vezes por minuto. O ritmo do refrão de “Stayin’ alive” é de 103 batidas por minuto.

A ressuscitação cardiopulmonar(CPR), é uma técnica que consiste em compressões no peito do paciente e respiração boca-a-boca. É utilizada em emergências como parada cardíaca ou respiratória.

Segundo a associação americana, o procedimento de CPR aumenta em três vezes a chance de sobrevivência de um paciente com parada cardiorrespiratória, mas boa parte das pessoas tem medo de utilizá-lo por não saber qual o ritmo ideal das massagens cardíacas.

Matlock, segundo o observou dez médicos e cinco estudantes de medicina realizarem a manobra ao som de Stayin' Alive. Em média, eles mantiveram as compressões em 109 BPM. Cinco semanas mais tarde, o teste foi repetido, desta vez sem o auxílio dos Bee Gees. O ritmo dos socorristas subiu para 113 BPM, mais rápido que o ideal, mas ainda no limite aceitável, segundo os médicos.

"O tema Stayin' Alive(Mantendo-se vivo) é bastante apropriado para a situação", brincou o autor da pesquisa.

Fonte.

3 comentários:

Eduardo Buys do Blog do Varejo disse...

Não entendi, Juliano. Com os BeeGees é bom, e sem o BeeGees também?
Com tantos números e considerações estatísticas, parece mesmo coisa de americanos...
Abraço, Edu
ps: - e olhe que sou fã de carteirinha dos BeeGees.

Kupo! disse...

É que o CPR é um processo muito complicado de acertar.
Deve-se fazer compressões no peito do paciente 100 vezes por minuto.
O ritmo do refrão de “Stayin’ alive” é de 103 batidas por minuto.
A música serve apenas de ritmo para as compressões.

Espero ter ajudado.

Abraço.

Stéfanie disse...

Nossa, nunca tinha pensado nisso!!

Já adorava essa música... Agora então...
:)